NAVEGUE PELO BLOGUE

9 de maio de 2010

MEMÓRIAS DE UMA VILA (EM MEMÓRIA DO MESTRE MIGUEL MONTEIRO)

Reprodução de postal editado por C.C. Soares (1ª década do séc. XX)
PRAÇA 25 DE ABRIL
"Este sítio, denominado umas vezes de Largo de Fafe (1866), Largo Municipal e D. Carlos I (1889), outras vezes Praça da República (13-10-1910), Dr. Oliveira Salazar e 25 de Abril, sempre funcionou como referência colectiva dos habitantes do concelho.
Acompanhou as transformações politicas nacionais, mudou de rosto com o tempo, ficou diferente, como diferentes foram os que conduziram os seus destinos.
Nesta praça estavam situadas, no ano de 1706, as principais referências do poder municipal, como a Casa da Câmara e a cadeia, quando na altura, a Vila de Fafe tinha uma só rua.
Depois, em 1886, o Minho Pittoresco diz-nos que a topografia de Fafe se reduzia a dois largos e a duas ou três ruas, referindo-se a esta praça como o «coração de Fafe», onde estava o relógio da praça municipal."
In Fafe dos «Brasileiros» do Mestre Miguel Monteiro


Sem comentários: