NAVEGUE PELO BLOGUE

17 de maio de 2010

MUSEU DO MOINHO E DO POVO DE ABOIM TEVE MAIS DE 5.000 VISITAS NO PRIMEIRO ANO


Na extremidade nordeste das serranias do concelho de Fafe, encaixada entre os altos de Morgair e Lapela, a freguesia de Aboim está localizada na maior mancha de carvalho português da Europa, que outrora foi uma das principais fontes de riqueza daquela população que extraía o tanino da casca do carvalho e vendia para as industrias de curtumes de Guimarães.
Ao longo das ultimas décadas, Aboim viu partir muitos dos seus habitantes à procura de melhores condições de vida, deixando para traz uma aldeia praticamente abandonada (Figueiró do Monte).
Preocupado com a situação António Novais Presidente da Junta de Freguesia de Aboim há uns bons anos, deitou mãos à obra e resolveu tirar partido da beleza natural e do Património histórico que tinha à sua volta.
Actualmente Aboim é a capital municipal do pedestrianismo com três percursos de rara beleza que todos os anos atraem milhares de forasteiros.


Aboim tem Museu vivo e núcleo interpretativo

O moinho de vento de Aboim que se encontrava em estado avançado de ruína, foi exemplarmente recuperado em 2008 e no mesmo ano foi inaugurado. O restauro do moinho, sem paralelo na região e considerado um dos mais interessantes do território português, foi financiado pelo programa LEADER e pelo Município de Fafe. Os trabalhos foram orientados pelo próprio Director da Rede Portuguesa de Moinhos, Jorge Miranda.
O Moinho eólico encontra-se pronto a moer cereais e é sobretudo um importante pólo de visita para turistas e motivo de estudo para muitas centenas de alunos que já visitaram aquele moinho de vento.
A 16 de Maio de 2009 foi a vez de inaugurar o Museu do Moinho e do Povo de Aboim. Este núcleo museológico que está instalado no edifício da antiga escola da aldeia é um excelente centro interpretativo do moinho eólico e mostra também a História do Povo desta recôndita aldeia em painéis profusamente ilustrados com fotografias, mapas e suporte audiovisual.





Primeiro ano com balanço positivo

António Novais líder da autarquia local mostra-se orgulhoso por ter na sua terra este importante atractivo Cultural afirmando ao nosso jornal que o museu foi já visitado por mais de 5.000 pessoas, entre as quais se contam inúmeras escolas e alguns estrangeiros oriundos do Brasil, Roménia, França, Espanha entre outros.
António Novais quer ir mais longe e conseguiu a aprovação junto da Sol do Ave de uma candidatura que visa o alargamento do museu para uma vertente mais recreativa e pedagógica para as escolas, proporcionando futuramente a realização de peças teatrais, jogos e ateliers cuja temática será a própria vocação do museu, ou seja a “vida” do moinho e do Povo de Aboim.
O museu e o moinho podem ser visitados aos sábados de manhã ou noutra altura por marcação previa.
O autarca Novais já colocou Aboim no mapa dos pólos turísticos da região tirando partido do que de mais valioso tem na sua terra: o ambiente, a paisagem e o Património recuperado, falta, segundo ele um maior aproveitamento destes recursos de forma a conseguir maior retorno e consequentemente mais benefício para uma freguesia que quer recuperar o brilho de outros tempos.
Publicado também no Jornal "Correio de Fafe" 14 Maio 2010


MOINHO EÓLICO DE ABOIM... É POSSIVEL SALVAR O NOSSO PATRIMÓNIO



ANTES E DEPOIS...


Sem comentários: