NAVEGUE PELO BLOGUE

10 de julho de 2010

A SENHORA DE ANTIME VISTA POR MIGUEL MONTEIRO

CLIQUE NA IMAGEM PARA LER MAIS

" - Eu, para casar, não precisei de carregar o andor da Senhora de Antime! "
As mais antigas referências escritas sobre as festividades da Senhora de Antime aparecem nos finais do séc. XIX no Dicionário Corográfico de Pinho Leal e pela pena de um dos mais ilustres romancistas portugueses: Camilo, nas "Memórias do Cárcere", mostra-nos o seu genial espírito observador, contextualizando socialmente a festividade realizada na freguesia de Antime, no segundo Domingo de Julho.
Hoje esta festividade corresponde também às Festas do Concelho que com a Feira Franca no dezasseis de Maio, constituem as manifestações populares mais significativas do concelho.
Os habitantes mais antigos não deixam de assinalar estas festividades com repastos tradicionais: o anho assado é o prato preparado para as festas do Concelho e a vitela assada é servida nas de Maio, que com o pão-de-ló e as cavacas compõem as ementas apresentadas aos parentes que, nesse dia, vêm obrigatoriamente a Fafe...

Monteiro, Miguel,(1995),
“Cultos e Ocultos de Monte Longo”,
separata - Minia,
Braga, ASPA,PP.103-135

Sem comentários: