NAVEGUE PELO BLOGUE

21 de outubro de 2010

MEMÓRIAS DE UMA VILA

O Rei D. Carlos I passou por Fafe em 1906


Casa onde o Rei foi recebido



Na manhã de terça-feira dia 17 de Junho de 1906 a população da vila de Fafe acordou alvoraçada, para engalanar o largo principal (D. Carlos I), preparando a recepção ao monarca.
“Todos os habitantes, manhã cedo, começaram a ornamentar as fachadas dos seus prédios, a que dava tom alegre a profusão das bandeiras e a variedade das colchas”, descreve o jornal “O Povo de Fafe” (18 de Junho de 1906).
Pelas 15h00, ao som de foguetes e de cinco bandas de música, o Rei D. Carlos I deu entrada na vila de Fafe.
O monarca foi recebido no palacete do Dr. Florêncio Monteiro, casa esta que ainda se conserva na rua António Saldanha e cuja fotografia, dos anos 60, aqui apresentamos.
As autoridades locais fizeram a recepção e a Corporação de Bombeiros de Fafe a guarda de honra.
“El Rei” saudou a população que enchia o centro da vila, vindos também de outras freguesias vizinhas.
Constantino Mendes, artífice fafense de calçado, ofereceu ao Rei um par de botas feitas na sua própria oficina, dentro de um “luxuoso estojo forrado a cetim”.
Os jornais da época referem que a distinta visita apenas demorou meia hora, tempo suficiente para D. Carlos se servir “ligeiramente do copo de d’agua oferecido pelo snr. dr. Florêncio Monteiro no seu palacete”, diz “O Desforço de 19 de Junho daquele ano.
Após esta breve passagem por Fafe o Rei “mal aconselhado” seguiu no seu automóvel em direcção a Pedras Salgadas, para um tratamento termal.
Cerca de um ano depois, D. Carlos voltou a Fafe, dessa passgem daremos noticia em breve.

Fonte: Jornais: “O Desforço” e “O Povo de Fafe” de 1906

Sem comentários: