NAVEGUE PELO BLOGUE

30 de novembro de 2010

POEMAS SOLTOS (1)





                                       Só

Só, no escuro,
Tento ver.
Apanho as palavras
Que voam da tua mão.
Só, estou novamente
A solidão faz parte do ser,
É infinito o mundo
Só, falo para as ruas sozinhas
Como eu falo com o meu coração
Sozinho sem ser desejado.
Só, vivo a vida que não é minha
Só, sinto o coração que meu nunca foi.

Sara Martinho

Sem comentários: