NAVEGUE PELO BLOGUE

29 de dezembro de 2010

IMÓVEL... NÃO "SAI DO SÍTIO"



“O Chalé do Sr. Carlos Alves é a mais encantadora vivenda de Fafe. Dotada de todas as condições para se viver regaladamente.”

In: Jornal “O Desforço”, 11 Fevereiro de 1915

O palacete localizado na rua José Cardoso Vieira de Castro foi, segundo Miguel Monteiro, mandado construir por Manuel Rodrigues Alves, portuense, casado com Soledade Summavielle Soares, neta paterna de José Florêncio Soares e Maria Teresa da Costa.

Este belo imóvel datado de 1912 é um dos exemplos da arquitectura da Arte Nova de influência francesa, bem ao gosto “burguês e cosmopolita”. Alguns autores incluem este edifício na Arquitectura brasileira fafense, quanto a mim, erradamente. Seja como for, o certo é que este imóvel é um dos mais harmoniosos edifícios Históricos da cidade de Fafe, que não passa despercebido aos forasteiros e certamente a muitos fafenses mais atentos ao nosso Património.

Uma observação mais pormenorizada revela-nos os já ténues vestígios de frescos nos painéis laterais da entrada principal e os gradeamentos e portões em ferro ornados com motivos naturalistas estilizados.

Na década de 60 este chalé foi comprado por Alberto Leite Dantas ao então proprietário José Summavielle Soares.
Nos anos 80 a casa foi classificada como Imóvel de Interesse Municipal e pouco depois foi adquirida pelo Governo, pertencendo actualmente ao Ministério do Trabalho e da Segurança Social que há cerca de três décadas providenciou trabalhos de recuperação e alguns restauros.

É de louvar a intervenção então realizada, contudo o velho chalé, outrora orgulho dos fafenses que acompanhavam e admiravam o desenvolvimento da Vila, encontra-se hoje abandonado. Se nada for feito, a casa poderá, de novo, degradar-se e entrar em estado de ruína.





Esta “pérola” Histórica em vias de classificação como Imóvel de Interesse Público desde 1983 merece atenção especial e uma intervenção condigna, especializada, que viabilize a sua reutilização, ressuscitando um dos mais belos edifícios da cidade.








1 comentário:

Anónimo disse...

Vi este palácio muito recentemente e decidi investigar. Reparei também que estão a fazer a restauração de uma casa, também ela muito interessante aí perto. É uma pena estas casas, ou melhor, palácio estarem ao abandono.