NAVEGUE PELO BLOGUE

26 de março de 2011

“CORPO E ALMA” SÃO INDISSOCIÁVEIS – UMA PERSPECTIVA ARQUEOLÓGICA



“Corpo”, leia-se Património Material, “Alma”, leia-se Património Imaterial; ambos estão intrinsecamente ligados. O Património materializado revela-nos aspectos da história imaterial que, por sua vez indica vestígios materiais. Não podemos dissociar estes “dois” tipos de Património, ambos completam-se, constituindo uma memória que deve ser estudada e interpretada em conjunto.

A arqueologia, ciência multidisciplinar, tem, neste campo, um papel fundamental. Já lá vai o tempo em que arqueologia era sinónimo de “desenterrar velharias”. Na actualidade, o simples gesto de vasculhar o interior de uma velha arca esquecida no nosso sótão, é um acto arqueológico. Aqui temos um bom exemplo do inevitável relacionamento do material (uma velha fotografia) e do imaterial, recordações que surgem na nossa memória, sobre a vivência da pessoa retratada.

Que utilidade dogmática tem para nós um qualquer artefacto, se não conhecermos, quem, onde, como e quando foi utilizado e quem, onde, como e quando foi fabricado, e para que serviu?

As disciplinas auxiliares da Arqueologia permitem-nos, hoje, desvendar aspectos imateriais, relacionados com espólios contextualizados, exumados em escavações.

O Património Imaterial tem de ser descodificado. Ele remete-nos, quase sempre, para elementos materiais; quantas lendas populares são o “rastilho” que nos conduz a um vestígio arqueológico? Quanto do nosso imaginário está apegado a ambientes, locais específicos materializados, sejam eles naturais ou produto humano; grutas, construções, afloramentos rochosos, florestas, montes e vales, rios… em suma, toda uma paisagem que o Homem alterou durante milénios.

O Homem, no seu meio, é  produtor de uma memória que tem corpo e alma; tratá-la separadamente é fazer uma História sem histórias ou vice-versa.

Quem, onde, como, quando e porquê, assim se constrói a História verdadeira, a memória colectiva de um Povo que tem corpo e alma. 


















Sem comentários: