NAVEGUE PELO BLOGUE

5 de maio de 2011

ORIGEM DO CULTO EUROPEU A NOSSA SENHORA DE GUADALUPE

Nossa Senhora de Guadalupe, Cepães, Fafe

Estudos publicados em “Medievalista on line”, nomeadamente a dissertação de Mestrado de Ana Maria Parente que refere outros autores e documentação medieval despertaram o nosso interesse pelo facto de existir em Fafe o culto à Senhora de Guadalupe.

Tradicionalmente, na Península Ibérica, o culto a Nossa Senhora de Guadalupe remonta ao período Visigótico, entre as invasões bárbaras (séc. V) e a invasão muçulmana (séc. VIII).

Diz a lenda que a imagem pertenceu ao evangelista S. Lucas. No século IV ela teria sido levada para Roma por S. Gregório e daí para Sevilha por S. Isidoro. No século VIII, com a invasão muçulmana, a imagem terá sido retirada de Sevilha e escondida nas proximidades do Rio Guadalupe em, Cáceres, onde, supostamente foi descoberta séculos depois, nos alvores do Século XIV, por um pastor chamado Gil Cordero.

«O pastor perdeu uma das suas vacas encontrando-a morta ao fim de três dias de buscas. Fez, como era costume, o sinal da cruz sobre ela, antes de a esfolar para aproveitar a pele, e, eis que o animal volta à vida. Simultaneamente apareceu-lhe Nossa Senhora, que o incumbiu de participar o facto aos padres da sua terra, para que naquele local, onde escavando encontrariam a imagem, construírem um templo em sua homenagem.

Senhora de Guadalupe Cáceres, Espanha


O pastor, de regresso a casa, encontrou um filho morto, prestes a ser sepultado. Aos seus rogos dirigidos à Virgem novo milagre se produziu e o filho ressuscitou. Os padres presentes testemunharam o acontecimento e procederam segundo as indicações. Desenterraram relíquias, a imagem e uma carta explicativa das razões de se encontrar ali e qual a sua origem.»

Nasceu então uma pequena ermida que depois da visita de Afonso XI, em 1340, foi por ele protegida e transformada em grande centro de peregrinação.

Foi a partir da batalha do Salado, que o culto à Virgem de Guadalupe entrou em território português.

A origem do nome Guadalupe tem várias interpretações: Agua de Lupe ou Augua de Lupe; outros autores defendem a evolução seguinte: Agua de Luce – Agua de Lupe – Agualupe – Guadalupe.

A imagem mais antiga de Guadalupe encontra-se no Convento do mesmo nome em Cáceres, Espanha. É uma estatueta em madeira de cedro com 59 centímetros de altura, 4 quilos de peso, que os especialistas atribuem ao século XII.

Tudo indica portanto que o culto a esta Senhora, padroeira da agricultura, controladora de tempestades, e ressuscitadora de mortos, surgiu em Portugal nos meados do século XIV.

Quando a Capela da Senhora de Guadalupe em Cepães foi edificada a veneração a esta Virgem já existia em Portugal há cerca de três séculos e meio.

Em território português encontramos outros templos votados à Senhora de Guadalupe: Serpa no Alentejo; Vila do Bispo, no Algarve; Braga; Águas Santas na Maia, entre outros.

Ermida de N. S. de Guadalupe, estilo hispano-muçulmano, Serpa, Alentejo



Sem comentários: