NAVEGUE PELO BLOGUE

30 de outubro de 2011

"PEDIMOS DESCULPA PELA INTERRUPÇÃO O CORREIO DE FAFE VOLTA DENTRO DE MOMENTOS"




«Como é do conhecimento geral, a crise que afecta a economia portuguesa é enorme. As empresas que vivem apenas do mercado publicitário são aquelas que primeiramente são afectadas, uma vez que os seus clientes cortam precisamente nessa área quando se trata de reduzir custos. É certo que há que contar também com as assinaturas mas não nos podemos esquecer que esse dinheiro não chega sequer para pagar... o despacho do jornal via CTT.

Perante este cenário macroeconómico e perante o cenário catastrófico que se vive no tecido empresarial do concelho de Fafe, tornou-se imperativo proceder a uma reestruturação profunda da Empresa do Jornal Correio de Fafe.

Entendeu o grupo criado para proceder à referida reestruturação fazer uma avaliação completa da situação para tomar as medidas que economicamente se impõem tomar para não deixar que a empresa se afunde.

Durante o período de tempo necessário para o efeito, entendeu-se que se deveria repensar também o projecto editorial do Correio de Fafe. Por estas razões, a publicação deste semanário encontra-se temporariamente suspensa. Não se trata do fim, apenas de um intervalo. Por vezes, como em tudo na vida, é necessário parar para pensar, reorganizar e começar de novo. É o que está a ser feito!

Bem sei do aborrecimento que esta interrupção trás aos nossos leitores. Como calculam, enquanto director, também não me sinto feliz.

Ainda assim, acredito que quando, em breve, este semanário voltar ao contacto com os nossos leitores estará melhor e mais forte.

Quanto aos assinantes que têm o seu pagamento efectuado, uma vez que pagaram 48 números, a eles terão direito, pagando mais tarde a sua próxima assinatura.

Com um abraço de amizade


António Ferreira Leite»

Texto extraído do "Facebook" publicado no dia 28 de Outubro de 2011

O PLURALISMO E ISENÇÃO INFORMATIVA, EM FAFE, ESTÁ SUSPENSA, FAZEMOS VOTOS QUE SEJA POR MUITO POUCO TEMPO.

1 comentário:

Miguel Summavielle disse...

Peço desculpa pela frontalidade, mas nestes últimos tempos, de pluralista, este jornal tinha muito pouco.
Curiosamente, cancelei a minha assinatura no princípio deste mês, precisamente por não aceitar compactuar com facciosismos evidentes.
Sou um defensor da liberdade de expressão e, por isso, fico à espera que seja possível encontrar uma solução que viabilize e recentre o "Correio de Fafe" para que seja possível voltar a ter uma informação isenta e plural.
Aumentar o custo das assinaturas anuais é perfeitamente aceitável e poderá ajudar.