NAVEGUE PELO BLOGUE

25 de fevereiro de 2012

III JORNADAS LITERÁRIAS MOBILIZAM O CONCELHO


 O início oficial do evento acontece em 9 de março, no Pavilhão Multiusos, com um grande espetáculo de música, dança, canto e poesia, em torno da cultura brasileira e com o título “A Volta das Caravelas” e que junta a comunidade escolar concelhia. A primeira semana das Jornadas, centra-se em atividades voltadas para a comunidade envolvente, incluindo o lançamento de obras literárias.
 Na noite de 15 de março, será a vez de um musical religioso, na Igreja Nova de S. José, intitulado «Homem de Palavra[s] - dito | escrito | feito», com organização da Kairos Produções Culturais.
Na noite do dia seguinte, o Teatro-Cinema de Fafe acolhe o evento “Com Fafe ninguém Fanfe”, uma recriação epocal, momento único em que Dom Fafe, personagem alegórica, recebe um conjunto de individualidades marcantes de todo um período áureo para a cidade: Fafe dos Brasileiros.
Na noite de 17 de março, realiza-se uma opereta com o título "Gata Borralheira"/Baile de época, recriação do espetáculo musical "Gata Borralheira" levada à cena, no dia 28 de Novembro, do ano lectivo 1965-1966, no salão dos Bombeiros Voluntários de Fafe, na festa de Natal da Escola Industrial e Comercial de Fafe, pelos seus alunos, e que tem organização da Associação dos Antigos Professores Funcionários e Alunos daquele extinto estabelecimento de ensino. Segue-se uma “noite brasileira», organizada pela Associação de Estudantes da Escola Secundária, nos bares da cidade. Recriação da vinda do Rei D. Carlos,
 em 18 de março Momento alto das Jornadas acontecerá na tarde de domingo, 18 de março, com a recriação de vinda do Rei D. Carlos a Fafe (a qual aconteceu em 1906 e 1907). Será a maior manifestação de cultura popular e de participação das freguesias. Milhares de pessoas estarão neste evento Depois da receção festiva ao rei D. Carlos I, na Praça 25 de Abril, segue-se uma grandiosa mostra etnográfica, associada a um permanente evento cultural promovido pelas Freguesias, instituições e associações. O desfile percorrerá a rota dos brasileiros, devidamente engalanada, e passará em frente ao palanque real, onde estarão o rei e as figuras ilustres fafenses de outras eras, devidamente recriadas. A segunda semana das Jornadas, estará mais voltada para o público escolar, com atividades nas próprias escolas em torno de autores escolhidos, espetáculos de teatro e outras realizações.Destaque merece o Dia Mundial da Poesia,
Em 21 de março, com poesia na rua, lançamento de uma coletânea de textos de estudantes e um grande espetáculo no Teatro-Cinema, com o título “Ama aventura no jardim mágico da poesia…”.
No dia 22, o Pavilhão Multiusos será palco de atividades de todas as escolas, com oficinas, encenações, música, poesia, exposições e documentários, além de uma feira do livro ao longo do dia. Já na reta final do evento,
na noite de 23 de março, de destacar o espetáculo Acordas & Danças, recriação de um baile renascentista, pela Escola Bailado de Fafe e Academia de Música José Atalaya. Na noite de 24 de março, tem lugar o espetáculo de encerramento das Jornadas, sob a epígrafe «As palavras e o tempo» e que inclui a execução da obra “Alma, Cantata Op. 23 (2008)”, interpretada pela  Orquestra e Coro da Academia de Música José Atalaya. Alma é uma obra centrada num original de Manuel Alegre. O título estabelece uma ligação ao poeta, sendo homónima de um dos seus romances relacionado com a sua terra natal, Águeda. As III Jornadas englobam ainda uma ação de formação (9 e 24 de março e 21 de abril) para professores e outros interessados, “da inspiração à criação: Fafe e o Minho na história, literatura e arquitetura” (conferências, debates, momentos culturais, tertúlias e encenações), bem como a inauguração do percurso pedestre “Os Caminhos de Camilo”.

Sem comentários: