NAVEGUE PELO BLOGUE

10 de fevereiro de 2012

PATRIMÓNIO RURAL UM BEM CULTURAL AMEAÇADO



Por entre marcas do “progresso” surgem testemunhos, tantas vezes abandonados, de uma vivência rural quase desaparecida, que importa preservar.
Estas estruturas arruinadas, que ainda há pouco tempo eram o suporte de uma economia predominantemente rural, são frequentemente desmanteladas, destruídas, por vezes alienadas por um punhado de moedas, para vaidade de alguns ignorantes que não conhecem o real valor daquele património.
Alpendres, eiras, espigueiros, moinhos e outras construções são também património que importa conservar, estudar, divulgar e valorizar.
O “progresso” não sustentado que muitos defendem e praticam, não tem o direito de apagar a memória coletiva de um Povo que já protagonizou muitos séculos de história que, inevitavelmente nos identifica.
Temos, no presente, a obrigação de legar aos vindouros uma herança cultural onde o património rural assume também grande valor.

Sem comentários: