NAVEGUE PELO BLOGUE

22 de abril de 2012

CLUB FAFENSE FOI OFICIALMENTE INAUGURADO



Após um período aberto ao público em geral, o renascido e renovado Club Fafense fez a festa da reinauguração 111 anos após a sua fundação.

“Uma prenda para os fafenses”. Foi assim que a nova direcção do Club quis apresentar aquele espaço de lazer e cultura.



Em ambiente requintado, na noite do passado sábado, 14 e Abril, aquela agremiação abriu oficialmente as suas portas para sócios e convidados, recriando uma antiga tradição… as festas do Club, com muita música, dança e magia.

Helena Carvalho, em nome da direcção, frisou a recuperação do imóvel segundo a sua traça original, agradeceu o apoio financeiro do Município e à Cercifafe e Cofafe o apoio na recuperação de mobiliário; apelou para a definição de um plano de actividades que envolva sócios e fafenses em geral, “nos próximos cem anos de Club Fafense”.






José Ribeiro, Presidente do Município local, mostrou-se agradado pela qualidade da intervenção na recuperação daquele espaço emblemático de socialização e cultura, congratulando-se com a refundação da colectividade centenária que espera seja, no futuro, uma mais-valia social e cultural para a cidade

A valsa de Rita e Augusto do Populum Clube de Dança animou o brinde oferecido aos presentes. O serão prolongou-se com a sonoridade do saxofonista Marco Ribeiro, a fadista Liliana Araújo, o dançarino Hugo, o quinteto de clarinetes e percussão da Banda de Golães, o trio acústico Mateus Silva, Diogo Meireles e Diana Castro e ainda a magia de Jorge Freitas das Animações Xombita.

Uma noite agradável e descontraída para os sócios e convidados daquela casa, agora devolvida à cidade.




“A primeira festa dos próximos cem anos de Club Fafense”. É o desejo dos homens e mulheres que assumiram a refundação de uma das mais antigas agremiações do distrito de Braga que marcou várias gerações de fafenses.








4 comentários:

olhando-te disse...

Na verdade só em Fafe e com os mesmos, gostaria de saber quanto é o valor que o Município aplicou em tal reforma. Será que está nos segredos do DEUSES?
Possivelmente não foi tal instituição a fazer, é claro que não, só que suscita alguma dúvida, alguma não, muita, assim é que é.
Porque um club privado não pode ser financiado ou seja entregue verbas públicas, “penso eu de que”, ora vendo o elenco ai reproduzido na abertura assim demonstra que afinal o Município esta claramente presente.
Claramente entregue a alguém particular que está a explorar o local, se é verdade ser um clube em que os associados com as suas cotas em dia jamais podiam deixar que alguém dessa Autarquia mandasse em tal.
A final ficamos em quê?
Claramente continuam com as PPP ou sendo (PS)
Os restantes cafés de Fafe estão subjugados a tal?, estão com medo do Presidente?, nada fazem?.
Sendo assim pensava que os fafenses teriam uma cultura mais elevada e não deixarem-se subjugar a tal pessoa ou pessoas, ou então o significado de DEMOCRACIA ainda não está implantado nessa dita CIDADE.

silvia disse...

Fafe em movimento! Muito bem!!

Teresa disse...

Haja novidades na terra!Isso é bom sinal.

António Silva disse...

Bem hajam!

Não sei quanto custou, mas vi porque lá fui, que a obra foi feita! Fiquei tão entusiasmado com a programação que me tornei sócio ... Mas qd lá fui tirar a prova dos nove ninguém me barrou a entrada, antes pelo contrário senti-me livre... Sempre fui daqueles que com o peso da idade que habituei ao sofá, mas tinha sempre a desculpa que na minha cidade nada se fazia pelos jovens e graúdos ... hoje perdi o argumento e são cada vez aqueles que se recusam a ficar no sofá ... o meu muito obrigado ...
Edifício recuperado ... dinheiro bem gasto afinal trata-se de uma das nossas bandeiras turísticas "Os brasileiros" sangue novo e fresco a trabalhar por carinho à cidade ... não se pode pedir mais ....

Bem hajam !