NAVEGUE PELO BLOGUE

13 de setembro de 2012

CELINA TAVARES UMA VOZ MEDIÁTICA




Parisiense e fafense por adopção, Celina Tavares é a cantora mediática de Fafe. O seu projecto musical “Voz em Branco”, inovador e muito pessoal, é o fio condutor de uma voz sobredotada, que a artista deseja ver reconhecida, por cá e além-fronteiras. Licenciada em Ciências da Nutrição e especializada em Alimentação Coletiva, Celina Tavares confessa ser a música a sua grande paixão e aguarda, serenamente, uma oportunidade que a conduza à ribalta.




Celina Freitas Tavares nasceu há três décadas na cidade de Paris, fruto da união de um casal de emigrantes oriundos de Fafe (mãe) e Aveiro (pai). Com apenas 4 anos de idade, Celina veio para Fafe, a sua Terra adoptiva. Por cá estudou até ao 12º ano, ingressando depois na Universidade do Porto onde concluiu o Curso de Ciências da Nutrição.

Celina Tavares não herdou a sua aptidão para a música, é uma qualidade que nasceu com ela e começou a evidenciar-se aos 13 anos, quando passou a integrar corais de igreja. A partir daí, o gosto pela música tornou-se uma “inevitável” paixão. “Gosto muito da Nutrição mas gosto mais ainda de cantar”, afirmou, convicta a nossa entrevistada.

A jovem artista já cantou em inúmeras iniciativas, algumas delas de cariz solidário e pertenceu a duas bandas bem conhecidas em Fafe: “Sub Solo” e “Trauma”. Teve várias aparições em televisão, nomeadamente no programa “Portugal a Cantar” e muito recentemente foi o orgulho de muitos fafenses com a sua actuação no programa “Há Volta” na RTP. Por influência de algumas amigas concorreu à “Operação Triunfo”, “mas não fui selecionada”, confessou Celina, sem melindres, com um sorriso nos lábios.

Para além da sua formação académica, estudou nas Academias de Música “José Atalaya” em Fafe e “Costa Cabral” no Porto. Nestas Academias frequentou as disciplinas de Técnica Vocal e Canto (com José Corvelo e Patrícia Silva), Formação Musical e Piano. Frequentou ainda cursos de composição com o compositor Cândido Lima.

A cantora revelou ao “Notícias de Fafe” que gosta de toda a música que tenha qualidade. Questionada sobre os intérpretes da sua preferência, diz apreciar o “jazz” de Maria João, as canções de Elis Regina e a musicalidade intervencionista do grande Zeca Afonso. A música tradicional portuguesa também a atrai, escolhendo o cavaquinho como seu instrumento de trabalho nesta área que vai ensinando a grupos locais de música tradicional.

Actualmente desenvolve a sua actividade na “Kairos – Produções Culturais”, onde, para além de múltiplas actividades ligadas ao mundo das Artes, expande o seu projecto “Voz em Branco”.

“Este projecto surgiu da minha vontade de seguir a minha vocação musical. É um trabalho identitário, uma viagem pelas minhas origens e outras geografias sonoras”, esclareceu Celina Tavares que tem um reportório de originais, compostos por ela própria e pelo músico fafense José Miguel Costa, um dos habituais membros da banda que a acompanha. Fernando Pessoa, Alexander Search, José Rui Rocha, André Rafael, Fagundes Varela, Florbela Espanca e Machado Assis são os principais poetas que dão o conteúdo vocal às canções de Celina Tavares.

“As minhas canções não são para massas, tenho consciência disso, mas é a minha música. Aquela que quero ver reconhecida por um leque cada vez mais alargado de público”. Afirmou Celina que diz não ter responsabilidade acrescida quando canta para os fafenses. “Reconheço que em Fafe tenho muitos amigos e familiares a incentivar-me, mas sinto-me bem em qualquer palco, dentro e fora da minha cidade. Se o público gostar tanto melhor”. Lembre-se que a cantora já pisou palcos importantes como o Teatro-Cinema e o extinto Estúdio Fénix em Fafe, Centro de Artes e Espectáculos São Mamede de Guimarães, Parque de Exposições de Braga, Fórum Jovem da Maia, Clube Literário do Porto, Universidade de Aveiro, entre outros.

Gravar um trabalho discográfico é algo que não cria ansiedade à cantora. “Um dia talvez gravemos. Neste momento estou mais interessada nos concertos e se possível fora das nossas fronteiras”. Afirmou.



Celina Tavares é uma lutadora, uma jovem talentosa, que persegue os seus objectivos, sempre com os pés bem assentes na terra, sem precipitações. Afirma que no momento consegue sobreviver com a música e está convicta que o seu sonho tornar-se-á realidade e finalmente subirá à tão merecida ribalta.

Não deixe de acompanhar Celina Tavares em:




Publicado também no semanário:

7 de Setembro 2012

Sem comentários: