NAVEGUE PELO BLOGUE

16 de setembro de 2012

ESCOLA DA FEIRA VELHA FOI INAUGURADA HÁ 72 ANOS



Em 1936 o Ministério das Obras Públicas, através da Direcção Geral dos Monumentos Nacionais, atribuiu uma verba de vinte mil escudos (20.000$00) para a construção de um edifício escolar “Tipo Alto Minho” com três salas. A Câmara Municipal da época, liderada pelo médico fafense António Martins de Freitas, deliberou implantar a nova escola na então Praça da República, actual Praça Mártires do Fascismo (Feira Velha).



A tutela exigia um mínimo de 1250 m2, incluindo o logradouro nas traseiras. Relativamente à vedação do edifício não houve qualquer comparticipação do Estado. Ela foi concretizada anos depois a expensas da Câmara Municipal.



Escolhido o local, “amplo e arborizado”, a obra foi entregue à Empresa Industrial de Fafe, que tinha também secções de marcenaria, carpintaria e serralharia.



A inauguração da Escola da Feira Velha, assim como de outros equipamentos subsidiados pelo Estado Novo, aconteceu em 1940, em plenas comemorações centenárias, integradas nas “Festas da Vila de Fafe”.



Foi no dia 15 de Julho daquele ano que uma multidão assistiu à inauguração do melhoramento. O jornal “O Desforço” descreve assim o “grande acontecimento”



“ …Depois o edifício escolar da Praça da Republica, onde as crianças, num como que Orfeão, entoam com vozes sãs e muito bem, sob a regência de José Maciel, os hinos da Mocidade, da Restauração, e Nacional. O Snr. Sub-Secretário apreciou e teve a oferta de um lindo ramo de cravos, que uma criança lhe entregou, agradecendo-lhe e felicitando no final o snr. José Maciel pela boa regência. Os miúdos, que tão bem se houviram, teem aplausos.



Organiza-se novamente o cortejo em que tomam parte milhares de crianças que empunham bandeiras da Fundação e da Restauração, o que lhe dá uma graça especial…”



A Escola da Feira Velha, uma das mais emblemáticas da Vila promovida a cidade, que durante sessenta e oito anos assistiu à passagem de milhares de crianças em início de aprendizagem, sucumbiu em Agosto de 2008. Foi mandado demolir, pela Câmara Municipal, um belo edifício Histórico que deveria ter sido conservado e valorizado.








Sem comentários: