NAVEGUE PELO BLOGUE

6 de janeiro de 2013

"CIDADE DE BELÉM" JÁ RECEBEU 3000 VISITAS



Em primeiro dia do novo ano o Notícias de Fafe voltou à “Cidade de Belém”, uma iniciativa da Paróquia de Santa Eulália, a decorrer no jardim do Calvário.
Pelas 16h00 centenas de pessoas já tinham entrado e visitado os diversos pontos recriados ao vivo por figurantes vestidos a rigor: A casa de Maria, a oficina de José, o noivado de ambos, a anunciação, a apresentação no templo, o refúgio na gruta, o baptismo e o reencontro de Jesus no Templo, compõem os quadros da “Cidade de Belém”.


Os visitantes foram organizados em grupos e guiados por figurantes que explicaram cada encenação desta primeira fase da vida de Jesus Cristo. Junto à “gruta”, no presépio vivo, encontrámos o mentor desta iniciativa, o pároco de Fafe, Abel Maia que se mostrou muito satisfeito com o resultado conseguido até ao momento; “sempre a cem por cento! Nota-se que o povo de Fafe não é diferente do outro, gosta de coisas bonitas e colabora. É preciso que alguém seja teimoso e eu sou muito teimoso quando acho que as coisas são feitas para o bem de todos”, referiu o sacerdote que, relativamente ao local escolhido disse: “Tínhamos a cruz faltava Belém, vi aqui um jardim chamado Calvário e o Calvário não existe sem o berço, agora o quadro ficou completo”.



O padre Abel é um homem determinado, juntou à sua volta um grupo de “obreiros” e boas vontades com o intuito de “trazer a igreja à cidade. Há pessoas que não entram na igreja mas vieram ao Calvário. O Jesus que está na igreja é o mesmo que temos aqui, ao vivo, com as portas abertas à cidade”, aludiu.



Relativamente ao contributo monetário, em troca de uma estampa do evento, Abel Maia afirmou que “isso era a última parte, nunca vão ouvir-me falar em pagar, não quero esmolas nem caridade, vão ouvi-me, muitas vezes, falar em partilha, dar livremente o que quiserem e puderem. Estas coisas não têm preço!” Exclamou o pároco.
Conversando com colaboradoras encarregues de receber as ofertas, estas reconheceram que “desta vez não estava a correr tão bem como nas anteriores, são muitos a dizerem que já contribuíram… É a crise!” Exclamaram.











Esta iniciativa, sem precedentes em Fafe, encerra este Domingo, dia 6 de Janeiro, com a chegada dos Reis Magos à gruta. Padre Abel adiantou ao NF que será um encerramento em festa com “cantares ao menino e as tradicionais Janeiras”.

Recorde-se que a “Cidade de Belém” abriu ao público no passado dia 25 e 30 de Dezembro, com a terceira sessão de dia 1 de Janeiro este evento, segundo a organização, já ultrapassou largamente as 2000 visitas.



4 Janeiro 2013

Sem comentários: