NAVEGUE PELO BLOGUE

20 de abril de 2013

INAUGURAÇÃO DO ESPAÇO DA MEMÓRIA ATRAIU MUITO PÚBLICO




Na noite da passada terça-feira, 16 de Abril, o centro de Fafe ganhou vida com o acto inaugural do “Espaço da Memória” e Atelier de Artes Plásticas J.J. Silva na cave do Edifício Shopping localizado na Praça 25 de Abril.
Após um “buffet” servido no “Club Fafense”, a comitiva, guiada pelas chamas do exímio lançador de fogo Alexandre Silva, atravessou o centro cívico ao som de concertinas e cantares.  



Pelas 21h30 uma pequena multidão encheu o referido espaço comercial para assistir ao Sarau Recreativo e Cultural que a Associação Atriumemoria preparou para assinalar a inauguração do “Espaço da Memória” em parceria com o Atelier J.J. Silva que também fez a sua abertura oficial.
Sem formalidades, antes do início do espectáculo, a Atriumemoria e a comitiva búlgara, em visita a Fafe no âmbito do Programa Europeu “Comenius Regio” que une as cidades de Lovech e Troyan (Bulgária) e Fafe, trocaram algumas lembranças e saudações, O conhecido fafense de origem búlgara, Tenev foi o tradutor de serviço.



Seguiu-se o Sarau Cultural que abriu com o grupo de concertinas “Ribeiro e Amigos” ao qual, alguns não resistiram a um pé e dança; a “Kreativ Artes” quis também associar-se à festa oferecendo um delicioso número de percussão protagonizado maioritariamente por crianças que construíram os seus próprios instrumentos; o fado pela grande voz de Liliana Araújo teve um brilho especial com a coreografia desenhada por Maria José Cerdeira e executada por alunas da Escola Secundária de Fafe; Seguiu-se o Orfeão de Santa Maria de Ribeiros sob gerência do Maestro José Rodrigues, música popular portuguesa em coro acompanhado por cavaquinhos e pelos acordeonistas Albino Antunes e Ivo Nogueira; Carlos Afonso e Sandra Ribeiro, apresentadora do espectáculo e grande declamadora, tutearam a escrita criativa e a poesia; o escritor Carlos Afonso leu um texto original de sua autoria, dedicado aos convidados de honra vindos da Bulgária, relido em versão francesa por Paulo Teixeira. Pela voz do seu Presidente, o Rancho Folclórico de Fafe apresentou um conjunto de trajes regionais minhotos que fazem parte do espólio deste grupo etnográfico.



Seguidamente o duo Diana e Duarte, artistas habituais em iniciativas da Atriumemoria, deliciaram o público com duas interpretações musicais. Fazia-se tarde mas ainda assistimos à actuação de duas Bandas de Rock Alternativo, nomeadamente a banda “Quarto C” de Fafe e os “Zekexperience” de Cabeceiras de Basto.
Para além do Sarau esteve patente uma mostra de artesanato local e algumas obras da autoria de J.J. Silva, evocativas da memória colectiva.
Refira-se que o “Espaço da Memória” tem já um espólio considerável e encontra-se precariamente instalado pela exiguidade do espacial. J.J. Silva, Director da Atriumemória, promotor do evento, disse ao Notícias de Fafe que anseia ver aquelas peças em local mais nobre de forma a valorizar testemunhos materiais de uma memória que Fafe não pode descartar. “O condomínio do Edifício Shopping” generosamente emprestou-nos temporariamente  uma loja desocupada para mostrarmos uma parte do espólio, a Atriumemoria não tem recursos económicos, só com a grande dedicação dos membros da associação é possível desenvolvermos alguma actividade”, referiu o artista plástico.
Por seu lado, Carlos Afonso, Presidente da Assembleia Geral da Atriumemoria, incansável colaborador, acredita num futuro promissor para esta agremiação que já deu provas da sua competência e inabalável vontade de preservar e divulgar a cultura e memória fafenses.  

Uma longa noite, um serão agradável que, segundo a organização, correspondeu às expectativas e agradou ao numeroso público que aderiu massivamente a esta “Cultura em Movimento” em espaços alternativos ao encontro da população, mesclando diversas vertentes culturais, da mais popular à erudita.




Sem comentários: