NAVEGUE PELO BLOGUE

13 de maio de 2013

ENCERRAMENTO DAS IV JORNADAS LITERÁRIAS MARCADO POR INDIGNAÇÃO




As IV Jornadas Literárias de Fafe (JL) iniciadas em 19 de Abril foram encerradas oficialmente na tarde do passado sábado, 11 de Maio, no Parque de Lazer de Pardelhas.
Numa cerimónia informal que contou com a presença do Presidente do Município, José Ribeiro, acompanhado pelo Vereador da Cultura, Pompeu Martins, o líder autárquico proferiu algumas palavras, enaltecendo o “enorme êxito das 4ªs JL; “elas são a Festa da cultura fafense, o maior evento cultural que Fafe alguma vez teve, com uma extraordinária participação”, destacou José Ribeiro que não poupou elogios à Comissão Organizadora do evento e a todos que nele participaram. No final do discurso, ao som do Hino das JL, dois jovens estudantes entregaram a bandeira respectiva ao Presidente do Município que espera vê-la de novo hasteada daqui a um ano para a 5ª edição.







Seguidamente, os membros da Comissão Organizadora das JL, liderada pelo seu coordenador Carlos Afonso, distribuíram os diplomas de participação e uma lembrança, em jeito de agradecimento, a dezenas de juntas de freguesia, associações e outras instituições que deram corpo à 4ª edição das JL. Várias centenas de pessoas assistiram ao acto com destaque para presidentes de junta de freguesia e líderes associativos de todo o concelho.




Foi uma tarde de festa onde também se notou incómodo e alguma indignação generalizada motivada por um artigo de opinião, publicado no semanário "Notícias de Fafe" a propósito das JL. O jornal andou de mãos em mãos e a repulsa pelo texto ficou bem expressa no rosto dos obreiros das JL.









Carlos Afonso, mentor do evento, não deu muita importância ao artigo de Pedro Vasconcelos; “Não sei o que o moveu a escrever  de forma tão inconsistente e com profundo desconhecimento do programa das JL”, frisou o Professor, realçando: “o mais importante foi cumprir as 4ªs Jornadas com enorme sucesso e ver a alegria da nossa gente que massivamente e em crescendo participam activamente nas iniciativas”. E assim foi, ao acorde das concertinas a convidar a um pé de dança, saboreando uma merenda partilhada, muitas dezenas de pessoas permaneceram no local e conviveram até ao final da tarde.





Sem comentários: