NAVEGUE PELO BLOGUE

25 de julho de 2014

SANTO ROCK 2014 CHUVA NÃO PAROU A FESTA




No passado fim-de-semana, 18 e 19 de Julho, o emblemático Parque de Lazer da Capela de Santo Ovídio, acolheu a quarta dição do Festival de Música “Santo Rock”. Uma iniciativa da Associação Recreativa e Cultural de Santo Ovídio (ARCO), que arrancou em 2011 e tem por objectivo principal a divulgação de bandas de música Rock.

“O Festival ganha, a cada ano, mais popularidade e já não é muito complicado constituir cartazes com bandas que, apesar de amadoras, têm grande qualidade”, explicou a organização que este ano recrutou seis bandas. “Fios de Raiva” de Santo Tirso, “Blackstone!” de Paços de Ferreira e “Guimafloyd” de Guimarães deram os seus concertos na noite de sexta-feira, 18 de Julho. No sábado 19 actuaram os “Novo Reino” de Amarante, “Slavecrowd” de Fafe e, a fechar, os vimaranenses “Black Burn Hate”.
Foi um cartaz diversificado, desde o Rock progressivo ao Trash Metal, passando pelo Rock Clássico e o Hip Hop, entre outros.





Um Festival que agradou às cerca de 1.000 pessoas que passaram pelo recinto e tiveram a oportunidade de se divertir, madrugada dentro, com música electrónica da responsabilidade dos “Tripmany DJS” e “FTF” Produções.
“Nem a chuva nos parou”, foi a reacção dos organizadores às condições meteorológicas adversas que se fizeram sentir nas duas noites.
Foram duas noites com mais de 12 horas de música, dirigida a jovens de todas as idades, encantados com um som de grande qualidade e o ambiente mágico do ancestral Alto de Santo Ovídio, onde também se saboreia a “melhor cerveja do mundo”!







“UM FESTIVAL QUE MERECIA MAIS APOIOS”


Este é o sentimento generalizado da organização do festival “Santo Rock” que, tem feito das “tripas coração” para o manter e, apesar de tudo, elevar a qualidade do evento.
“Nunca cobrámos ingressos e as despesas são significativas, os apoios que temos ajudam mas ficam longe de cobrir as despesas”, desabafou o “staff” revelando que o “Santo Rock” só é possível realizar porque não pagamos cachés às bandas; pagamos o jantar e, pontualmente, damos alguma ajuda para deslocações. Só com a generosidade dos grupos é possível levar a bom porto este Festival”.

De facto, quando há dinheiro para investir, não é difícil realizar eventos, complicado é fazê-los com os parcos apoios de algumas empresas e a incerteza do produto final dos bares.
“Felizmente tem corrido de feição e o “Santo Rock” ainda não deu prejuízo”, frisou a organização que lamenta não ser mais apoiada pela Câmara Municipal. “Facilitam-nos as licenças e emprestam-nos umas grades”, é este o contributo da Câmara Municipal para este evento “que podia ter um cartaz ainda melhor e consequentemente maior visibilidade, cativando públicos de fora do concelho”, desabafou a ARCO.
O Município de Fafe deveria apoiar consistentemente este tipo de iniciativas, em vez de concorrer com eventos similares que nem sempre alcançam o sucesso esperado.




“SANTO ROCK” VOLTA EM 2015

Sondados os principais responsáveis deste festival apurámos que, ao fim de quatro anos de enorme esforço, seria lamentável não dar continuidade ao evento.
“Apesar de andarmos sempre com o coração nas mãos, tudo faremos para repetir e se possível melhorar o “Santo Rock”. De ano para ano vamos ganhando conhecimento e forças para continuar. Fafe merece este Festival e, para muitos seria uma desilusão ele acabar”, revelaram responsáveis que afirmam, tudo farão para a realização da 5ª edição do “Santo Rock” em 2015.

O espaço é naturalmente belo, tem condições e localiza-se a pouco mais de 15 minutos a pé do centro da cidade. Numa altura em que tanto se fala em potencialidades turísticas em Fafe, não será esta mais uma oportunidade de potenciar o turismo na “Sala de Visitas do Minho”?



BANDAS DO "SANTO ROCK 14"
(Por ordem de actuação)

"FIOS DE RAIVA"


"BLACKSTONE!"


"GUIMAFLOYD"


"NOVO REINO"


"SLAVECROWD"


"BLACK BURN HATE"






     
O Vídeo por Mariana Santiago

Sem comentários: