NAVEGUE PELO BLOGUE

5 de janeiro de 2015

UMA NOITE DE REIS NA VILA DE 1907



OS REIS


«Bastante animação na noite de Reis ahi por toda a villa. Diversos grupos cantaram até deshoras, notando-se uma animação desusal, característica da noite.

Como se tinha feito anunciar, o grupo musical sob a direcção de António Dias Gonçalves, que na noite do dia 6 visitou as principais casas da villa, foi recebido condignamente e aplaudidíssimo pela mimosa execução dos seus Reis.
O grupo apresentou-se muito bem, em dois vehiculos iluminados, trazendo a disfruta-lo centenas de pessoas.

A letra dos Reis era esta:

Somos um bando ditoso
Bando alegre e sonhador
Nossa divisa é o goso
Nossa bandeira o amor

Accordae mimosas fadas
Deixae os virgíneos leitos
Vinde ouvir, dos nossos peitos,
As trovas apaixonadas

Vinde, correi ás janelas,
Trazei-nos ao peito a calma
Porque no céo de noss’alma
Sois vós brilhantes estrelas.

Chegados agora
Nós vimos cançados;
Um tanto moídos,
Um tanto massados.

Viemos de longe
Na fama que gira
Do ar carinhoso
Que aqui se respira.

Por isso aqui estamos
Um tanto moídos,
Mas sempre cantando
Alegres Cupidos

Sempre esta lufa
Sem tir-te ou guarte
Bufa.que-bufa
Por toda a parte!
Se a quem cucar
Desaba ao lado…
Isto… é um bufar
Desabalado
  
Não se repoisa!
Tudo em nós é rufa!
Sempre esta coisa…
Bufa-que-bufa!

Nós sossegados!...
Qual! Caracoles.
‘stamos ‘stafados!
De dar aos foles!
Folles?... ‘stá visto,
Sem troca ou chufa…
Mas quê!?... E’ isto…
- Bufa-que-bufa!
Não se repoisa! Etc.

A musica era de António Roberto Pacheco.
O grupo ficou penhorado pela amavel recepção que teve, pedindo-nos a publicação do seguinte.


AGRADECIMENTO

O grupo musical que na noite do dia 6 do corrente brindou diversas famílias com os Reis, vem por este meio agradecer gratíssimo a todas, em geral, a maneira digna como foi recebido.
Fafe, 8 de Janeiro de 1907»

In: Jornal “O Desforço”, 10 de Janeiro de 1907







Sem comentários: